Linguiceria e Caetano di Bella, uma parceria em que todos ganham

Valorizar os produtores locais é uma tendência gastronômica cada vez mais forte. Chefs e proprietários de restaurantes buscam usar insumos das regiões em que estão localizados trazendo mais qualidade e sabor para seus cardápios, além de reforçar a economia local. Uma equação em que todos ganham.

A Linguiceria ingressou neste círculo virtuoso ao firmar, recentemente, parceria com a Caetano di Bella, linguiçaria cuja fábrica fica localizada logo ali, em Joaquim Egídio. As linguiças saborosas e com blends interessantes feitas em Campinas estão disponíveis no cardápio da casa desde o início de abril.

Segundo o chef Beto Amaral, vontade de valorizar o produtor local não faltava, por diversos motivos, entre eles logístico. “Agora posso fazer pedidos diários. Antes, com o fornecedor de São Paulo era semanal, e a gente tinha que ir até lá buscar, o que encarecia o produto final também”, comenta.

Com a oportunidade dada, no início deste ano, Amaral seguiu a dica de um amigo e foi conhecer os produtos da marca.  Foram quatro meses de degustações até definir as que entrariam no cardápio. “O kit foi escolhido entre 25 amostras e a montagem seguiu critérios, pois não queríamos repetir as que já temos.”

Cinco sabores especialmente selecionados para a Linguiceria compõem o kit: frango com bacon, provolone, quatro queijos, palmito com bacon e vinho tinto com queijo provolone. Entre Sabores experimentou e atesta a qualidade das linguiças, que vem em gomos de 200 gramas cada. No total, a porção traz 1 kg das iguarias, que ainda vem acompanhadas por farofa e vinagrete (R$75).

As delícias combinam com várias bebidas servidas na casa, entre elas cervejas especiais. A sommelier de cervejas, Fernanda Dias, dá dicas para acertar na harmonização. “Como traz uma variedade grande de sabores, é legal optar por alguma cerveja mais maltada, de preferência vermelha. Uma Red Ale, como a Barão, da Quinta do Malte, de Socorro, casa perfeitamente. Para quem prefere as lagers, a Barok Dunkel, da Weltenburger é excelente opção!”

Atualmente, os  sabores do kit não podem ser experimentados separadamente, mas Beto Amaral adianta que em breve, por volta da segunda quinzena de junho, será oferecida a opção de degustação individual.

Outros sabores

A casa ainda possui outras linguiças da Caetano di Bella no cardápio, caso da de frango, apimentada, dinamite (só para os fortes!) e de bacalhau – essa é um bom motivo para Entre Sabores aparecer no bar mais uma vez.

Todas elas são preparadas de forma artesanal, com sabores diferenciados e ingredientes frescos, garantem os proprietários da fábrica, que tem como objetivo tornar a Linguiceria um dos pontos de venda da marca.

Entre Sabores indica a degustação!

Serviço

Linguiceria
Barão Geraldo de Rezende, 220, Botafogo
Fone: (19) 3324-9744

Caetano di Bella – http://www.caetanodibella.com.br

Foto: Cumbuca

Tags:, , , , ,

Categorias: Entre Sabores experimentou

Assinar

Assine nosso feed RSS e nossos perfis sociais para receber atualizações.

Nenhum comentário ainda.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: