Cinema na Mesa: uma experiência cultural e saborosa no Marupiara

Espaguete a carbonara

Texto e fotos Por Érika Soares

Comer é um ato cultural, porque a comida vem sempre acompanhada por marcas de identidade, de história e carregam tradições. Agora imagine unir duas formas de cultura altamente prazerosas, como a gastronomia e o cinema, e passar horas aproveitando-as simultaneamente? Esse é o propósito do projeto Cinema na Mesa, realizado sempre às primeiras quintas-feiras do mês pelo restaurante Estação Marupiara, que fica no distrito de Joaquim Egídio.

A cada oportunidade um novo filme e um cardápio que remete o comensal para dentro do longa-metragem em exibição. A experiência é mágica a começar pelo belo e agradável espaço em que ocorre, pelo atendimento atencioso, sem contar o toque aconchegante conferido pelas velas e mantas que são distribuídas para aquecer os convidados, pois as noites em Joaquim são costumeiramente frias.

Um bom vinho da carta da casa acompanha o menu elaborado pela chef Vivi Moraes, que é servido aos poucos, sempre em consonância com o desenrolar do filme.

Entre Sabores vivenciou a experiência no dia em que o pano de fundo do evento foi o filme Comer, Rezar e Amar. Destaque para a criatividade da chef que faz com que pratos saborosos cheguem de tempos em tempos à mesa, e para os garçons que conseguem passar despercebidos durante praticamente todo tempo.

Quem já assistiu o longa ou leu o livro sabe que a gastronomia está presente fortemente na primeira fase, quando a história se passa em Roma. Mas engana-se quem pensa que o menu servido remete apenas àquele país. A chef surpreendeu em representar as três etapas com comidas que remetam aos três cenários – Itália, Índia e Indonésia.

É bem interessante ver na tela os pratos que você está degustando. Foi o que aconteceu com os petiscos – palitos com ervas e parmesão, alcachofras com azeite e ervas, azeitonas e pão italiano -, a entrada – Figos com Parma e um fio de mel – e primeiro prato do menu, um saboroso e suculento espaguete a carbonara, um molho feito com ovos, creme de leite, bacon e queijo.

Quando do “Comer” se passa para o “Rezar” na tela, a chef Vivi envia aos comensais uma leitura de um prato indiano, com alguns ingredientes característicos e um sabor marcante e singular: peixe cozido no suco de caju com leite de coco, escoltado por chutney de manga e couscous marroquino.

No momento “Amar”, quando o clima no filme tornar-se tropical, frutas típicas surgiram à mesa em uma incrível sobremesa, que além de deliciosa ainda colabora para a digestão de tudo o que foi consumido com extremo prazer durante a noite: Abacaxi com especiarias, coco em três texturas com calda de cidreira.

Ao final, a chef fala rapidamente sobre o menu, enquanto um chá quente é servido. Precisa de mais alguma coisa? Entre Sabores experimentou,  aprovou e recomenda o programa, que pode ser aproveitado por casais, grupos de amigos e é válido até pra se fazer sozinho.

Petiscos, pratos e sobremesa feitos em consonância com a história do filme: uma experiência saborosa e cultural

Petiscos, pratos e sobremesa feitos em consonância com a história do filme: uma experiência saborosa e cultural

Tags:, , , , , , , ,

Categorias: Cultura gastronômica

Assinar

Assine nosso feed RSS e nossos perfis sociais para receber atualizações.

Nenhum comentário ainda.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: