Boa gastronomia presente no Carnaval Sustentável de Sousas

CocorricoPor Érika Soares
Foto Divulgação

Quem não vai viajar e ainda não sabe o que irá fazer no feriadão, a dica de Entre Sabores é aproveitar o Carnaval Sustentável de Sousas, que ocorrerá de 1º a 4 de março, das 16h às 20h, na Praça Beira Rio. Com entrada franca, cada dia será animado por uma banda diferente.

O evento é iniciativa da subprefeitura de Campinas e conta com a parceria da Associacao Dos Dirigentes de Estabelecimentos de Gastronomia de Sousas e Joaquim Egidio (Adegas), que irá oferecer boa comida para os foliões em barracas espalhadas pela praça. O Vila Paraíso está entre os estabelecimentos participantes comercializando seu sorvete artesanal de coco com calda de gengibre e farofa crocante (foto) e Dadinhos de Tapioca.

O presidente da Adegas e sócio proprietário do El Tambo, Luís Felipe Sagioro, comemora a parceria realizada. “É uma grande satisfação participar de um evento cultural em nossa região. Nossa estreia será no Carnaval de Sousas, mas pretendemos continuar nos próximos”, explica.

De acordo com o subprefeito de Sousas, Wander Villaba, o evento será baseado nos fatores ambiental, social e econômico. “Queremos atrair os foliões para tardes agradáveis em Sousas com a família e, que acima de tudo, compatibilize os anseios dos turistas e a região receptora, garantindo não somente a proteção do meio ambiente, mas também estimulando o desenvolvimento da atividade em consonância com a sociedade local envolvida”.

Porque sustentável

Toda a decoração do Carnaval foi produzida pelo Ateliê Oráculo a partir de materiais recicláveis recolhidos (mais de 4 mil sacolas plásticas, garrafas pet, isopor, tapumes entre outros materiais reaproveitados do lixo).

A avenida principal será ornamentada com 30 máscaras de aproximadamente dois metros, confeccionadas de tapumes recolhidos nas ruas e pintadas com tintas a base d’ água. Varais de serpentinas multicoloridos serão instalados na Rua Emílio José Salim, na altura da Praça Beira Rio e também no obelisco, na entrada do distrito. E na Praça Beira Rio duas baianas foram confeccionadas com sacolas plásticas, isopor e massa corrida, com aproximadamente 8 metros de altura completam o cenário.

“Definimos uma estratégia diferente, nossa intensão é resignificar objetos, pois tudo está muito saturado, estamos tentando de alguma forma encontrar novos sentidos para as coisas. Para isso fizemos a coleta do material no lixo e pedidos doações de sacolas plásticas à comunidade”, explica a artista plástica Kate Manhaez.

Tags:, , , ,

Categorias: Viagens e passeios

Assinar

Assine nosso feed RSS e nossos perfis sociais para receber atualizações.

Nenhum comentário ainda.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: