Chefs em movimento pela valorização do Mercadão de Campinas

chefs no Mercadãode CampinasPor Érika Soares e Andréa Jordão
Fotos Ronei Thezolin

A identidade de uma cidade tem forte ligação com seu Mercado Municipal, ou pelo menos deveria. Apesar de recheado de história e de significados, o Mercadão de Campinas não consegue atualmente representar satisfatoriamente a grandeza da cidade. Isso porque o espaço necessita de revitalização e valorização para voltar a oferecer uma boa gama de produtos para os chefs de cozinhas que atuam por aqui, bem como para a população que procura ingredientes especiais para as suas preparações.

A situação foi detectada por um grupo de chefs de cozinha e donos de bares e restaurantes em um “gastrotour”, o primeiro da história de Campinas, realizado no espaço durante a manhã do último sábado, dia 1º de fevereiro. O evento reuniu representantes da baixa, média e alta gastronomia campineira.

Na ocasião, os profissionais conversaram com comerciantes, fizeram compras e deram dicas e receitas para os frequentadores. Uma das bancas visitadas foi a da Casa da Feijoada.  Toni, que há 35 anos é permissionário no local, falou sobre a falta de infraestrutura para receber mais visitantes. Ele acredita que mais vagas de estacionamento, a criação de um espaço cultural, e mais linhas de ônibus , entre outras iniciativas, poderiam ajudar a recuperar o movimento que ao longo dos anos vem diminuindo gradativamente.

Outra situação que atrapalha o crescimento do Mercadão de Campinas é a falta de variedade de produtos. Durante o passeio, vários chefs revelaram não fazerem as compras para seus restaurantes no mercadão por falta de insumos necessários para os pratos servidos em seus estabelecimentos.

“O mercadão é um pólo gastronômico sensacional da cidade que deve ser valorizado. Precisamos fazê-lo seguir em frente para conseguir atender as necessidades dos profissionais e a de toda população”, comentou Carlos Louredo, sócio do restaurante Joe & Leo’s, um dos organizadores do “gastrotour”, ao lado de jornalista e chef de cozinha, Manuel Alves Filho, e do fotógrafo Ronei Thezolin.Pelos corredores do Mercadao

Na busca por reverter essa realidade, o grupo – composto pelos chefs Daniel Valay, Luciano Antonello, Theo Medeiros, Heitor Antunes, Vivi Góes, Marcelino Pissolato e Marcelo Ruggeri e donos de bares e restaurantes Paulo Henrique de Oliveira, Mariangela Zanotto, Waldemar Stocco e Silvio Bigon –  comprometeu-se a fazer novas ações no sentido de colaborar com a revitalização do espaço.

“O primeiro passo foi dado. Estou feliz que tantos profissionais competentes e reconhecidos tenham abraçado a ação”, comentou Manuel Alves Filho. Para encerrar, ele adianta que um novo “gastrotour” será realizado em breve e com os chefs botando a mão na massa. “Vamos improvisar uma cozinha e usar as mercadorias vendidas pelos permissionários para produzir pratos e oferecer àqueles que estiverem passando por aqui”.  A data do evento ainda não foi definida.

Leia mais

Relembre a história do Mercado Municipal de Campinas

Tags:, , , , , ,

Categorias: Cultura gastronômica

Assinar

Assine nosso feed RSS e nossos perfis sociais para receber atualizações.

um comentário em “Chefs em movimento pela valorização do Mercadão de Campinas”

  1. anjorsquarenta
    4 de fevereiro de 2014 às 11:50 am #

    Republicou isso em Para Maiores de Quarentae comentado:
    Espaço histórico, cultural e gastronômico. Revitalização do Mercado Municipal de Campinas é assunto para Chefs renomados.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: