Marisco branco na chapa e manteiga

Mariscos Brancos na manteigaPor Paulo Salvador

O marisco branco se esconde na areia, vive entre os mangues e o mar, e são parentes das pegoavas, ostras, mexilhões e vôngoles. Não vive em pedras como o preto, tem duas cascas e retira alimentos na filtragem da água e da areia, onde chega a se enterrar até 30 centímetros. É comum no litoral brasileiro entre o Rio de Janeiro e Rio Grande do Sul, mas é pouco encontrado no estado de São Paulo, sendo que no litoral catarinense se dá a maior produção.

Existe há 100 mil anos e já foi muito abundante, seu desaparecimento revela poluição local e utilização como isca para a pesca dos peixes como sargo, garoupa e abadejo. Tem entre 8 e 10 centímetros. Só sobrevive em águas limpas e salgadas. Não se reproduz em praias com acesso de rios. Recomenda-se não consumir os que possuem menos de cinco centímetros para não ser considerado predatório.

No varejão de pescados do Geagesp de São Paulo um pacote com cerca de 50 unidades sai pelo preço de R$ 45,00. E foi da caixa do varejão, uma brasileira de ascendência japonesa, que veio a receita:

Depois da limpeza com escovação para tirar a areia e descarte dos abertos, vai para a chapa com pequenos pedaços de manteiga tirados na ponta da faca. Revolve tudo, ao final o descarte é o inverso: livra-se dos que não abriram. Pouco trabalho e o petisco está pronto.

A casca é de tom marfim brilhante, já o molusco é palha e não há diferenciação de cor como no marisco preto. O sabor é suave, não aparecem os inevitáveis grãos de areia dos pretos, a manteiga se mistura ao líquido interno que se solta, a carne é tenra, ligeiramente adocicada, aroma neutro prevalecendo tanto no cheiro como no gosto um pouco da manteiga. Próprio para petiscar na entrada. E uma boa porção pede 10 unidades por pessoa.

Tags:, , , , , ,

Categorias: Prato do dia

Assinar

Assine nosso feed RSS e nossos perfis sociais para receber atualizações.

2 Comentários em “Marisco branco na chapa e manteiga”

  1. 1 de julho de 2013 às 9:28 pm #

    Marisco,gosto muito.Deve ser ótimo.

  2. Renato Lopes Rosa
    31 de julho de 2013 às 2:35 pm #

    Dica de como limpar os mariscos:
    -Esta dica foi-me dada por marisqueiros do Balneário Pinhal (RS).
    -Quando capturamos o marisco, como vimos acima, ele está no processo de alimentação, ou seja, está filtrando areia e retirando os seus nutrientes. Aí então ele para o processo e retém no seu interior esta areia. O segredo é ir colocando os moluscos, ainda a beira-mar, num balde cheio de água (do mar). Com isso eles não pararão o processo e eliminarão toda a areia. Retire-os do balde, tire a areia do fundo e repita o processo umas 3 ou 4 vezes. Eles estarão limpos e livres da areia.
    Importante: 1)O processo tem que ser feito com água do mar.2)Cuidado para não quebrar a concha do marisco, pois quebrada o processo não funciona.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: