Tradição árabe conquista ocidentais com seus sabores

DSCN6656Texto e foto: Andréa Jordão

Charutos, cachimbos e cigarros com aromas e sabores ganham a companhia cada vez mais forte do Narguilé no gosto das pessoas. De origem árabe, este instrumento conquistou também o mundo ocidental: homens como mulheres foram seduzidos pelas fumaças que outrora vimos em filmes e novelas.

Em cada região é conhecido com um nome diferente. Na Índia como o hookah, na África é como shisha ou goza. E aqui, no Brasil, é chamado Narguilé ou Narguila.

Para degustar,  usa-se um tabaco conhecido como masel (melaço) que é apresentado em diversos com sabores, como maçã, manga, laranja, coco, morango, cereja, melão, melancia, limão e outros.  O produto é facilmente encontrado em tabacarias. Outra opção é usar essências ou até mesmo sucos  na água onde a fumaça passa antes de subir pela mangueira.

O ritual de acendê-lo torna o ambiente muito cheiroso e a saborosa degustação geralmente é realizada na companhia de amigos ou familiares.  Importante destacar que não se traga a fumaça, diferente do cigarro.

São muitos os modelos: de uma, duas e até quatro mangueiras, pois a ideia é que um Narguilé sirva a todos que se reuniram.

Além de ser uma distração prazerosa, ter um Narguilé é ao mesmo tempo explorar o hábito cultural de outros povos e ter uma bela peça decorativa enfeitando a sua casa.

Tags:,

Categorias: Prazeres da Alma

Assinar

Assine nosso feed RSS e nossos perfis sociais para receber atualizações.

Nenhum comentário ainda.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: