Almoçar em restaurante sai caro em Campinas

Para almoçar fora de casa de segunda a sábado precisa desembolsar mensalmente mais do que 01 Salário Mínimo (atualmente em R$ 622,00) isto é, um investimento da ordem de R$ 7,5 mil por ano para comer razoavelmente bem.

Texto e foto: André Camarão

Com certeza você já deve ter enfrentado a situação de entrar num restaurante e ser contagiado pelo cheiro da comida, que bate lá no fundo do estômago e provoca o seu corpo faminto a se deslocar com rapidez para onde está aquele sortido e colorido bufete, onde estão colocadas de maneira até suntuosa as travessas abarrotadas de alimentos. E diante de tal abundância e sortimento, com certeza surge em você uma enorme dúvida, por onde vai começar o ataque para desbravar aquela variedade de sabores. O fato é que enquanto uma de suas mãos ampara o prato, a outra vai empunhar, com uma leve ferocidade, uma colher, um garfo ou uma concha. E é ela que em movimentos rápidos e quase cirúrgicos, mas que na verdade fazem lembrar muito mais uma escavadeira, inicia o trabalho de transposição de partes generosas do que estava na travessa para o prato. Um momento de tanta concentração que por um instante é possível se esquecer de tudo, até do pecado da gula.

Com certeza, ninguém, quando começa essa tarefa de colocar a comida de maneira estratégica para evitar qualquer sobressalto ao paladar, pensa como aquele alimento chegou ali, foi preparado e principalmente se houve algum planejamento antes de ser cozido, assado ou frito. O fato é que a salivação iniciada já sobressalta os olhos, que são capazes de se anteciparem na tarefa de iniciar a refeição. Por isso, muitas vezes passa desapercebido que uma pessoa em Campinas, para almoçar fora de casa de segunda a sábado precisa desembolsar mensalmente mais do que 01 Salário Mínimo (atualmente em R$ 622,00) isto é, um investimento da ordem de R$ 7,5 mil por ano para comer razoavelmente bem.

O interessante é que Campinas está longe de ser a cidade mais cara do estado de São Paulo para quem opta ou é obrigado a se alimentar assim. E quem dá crédito a essa informação é o Índice Alelo de Preço Médio de Refeição. Segundo ele, a cidade mais cara para fazer uma boa refeição no estado e a quinta mais cara do Brasil é Sorocaba, onde se paga R$ 30,54 em média para comer bem em um restaurante. Campinas ainda fica atrás de Piracicaba, a segunda mais cara no estado com o custo médio de R$ 29,99, de Jundiaí, Indaiatuba, Ribeirão Preto e Mogi das Cruzes. E é a nutricionista Fernanda Paes de Barros quem dá conta mais detalhes sobre o cálculo que é feito para se chegar ao preço real para quem prepara as refeições.

Apesar do gasto médio mensal para almoçar fora em Campinas chegar a R$ 631,92, o Índice Alelo de Preço Médio de Refeição revela também que houve uma queda, se pode-se chamar assim, no valor médio da ordem de 0,04%. Em 2012, a pessoa que almoçar fora na cidade de Campinas vai pagar em média R$ 26,33 por um prato de comida, acompanhado de uma sobremesa, uma bebida e um café. Em 2011, o desembolso diário com a refeição ficou em R$ 26,34, ou seja, um centavo mais caro.

Tags:, , , , ,

Categorias: Prato do dia

Assinar

Assine nosso feed RSS e nossos perfis sociais para receber atualizações.

Nenhum comentário ainda.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: